Os 8 Locais Mágicos da Serra de Sintra

Os 8 Locais Mágicos da Serra de Sintra

 

A Serra de Sintra é conhecida por quase toda a gente. Quase  todos pelo menos já ouviram falar dela. Já ouviram falar do Palácio da Pena , do Castelo dos Mouros , da Quinta da Regaleira , da Praia Grande etc. 

Mas será que realmente a conhecem? 

O que queremos mostrar neste artigo é uma outro lado da Serra de Sintra. Aquele lado menos conhecido , aquele que nunca ouviram falar , aquele monte que nunca subiram , aquela Quinta que queriam entrar , o monumento que está sempre fechado , aquele local inacessível …..bom só para alguns claro.

Estes 10 locais não foram escolhidos pela sua beleza arquitectónica mas sim por serem locais de difícil acesso ou em alguns casos a sua visita raramente é possível.

Os locais de beleza arquitectónica ficam para outro artigo.

 

Os 10 Magníficos da nossa lista são:

 

 1 – As Guaritas do Palácio da Pena 

Toda a gente conhece ou já ouviu falar do Palácio da Pena , todos (praticamente) de Sintra e arredores já o visitaram. Alguns já o visitaram há uns bons 30 anos , outros na semana passada , alguns infelizmente só o vêm da janela , outros como nós somos frequentadores assíduos. 

O Parque e o Palácio da Pena são o expoente máximo em Portugal do romantismo . É normalmente frequentado por casalinhos de namorados que tentam descaradamente roubar os primeiros beijos à sua amada. Alguns mais corajosos , escondem-se dos olhares atrevidos dos transeuntes e, nos recantos mais escondidos , metem na prática as suas habilidades manuais combatendo assim em conjunto a conhecida Humidade de Sintra.

E quem é já foi à Guarita da Torre do Relógio do Palácio da Pena? Quem lá foi nunca mais esquece. 

As guaritas da Pena é o 1º dos – Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra  

Aqui estão algumas fotos 

Guaritas do Palácio da Pena- Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra  Guaritas do Palácio da Pena - Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra

 

2 – O Terraço do Santuário da Peninha

O Santuário da Peninha sempre foi o parente mais pobre do Palácio da Pena.Localizado no extremo Oeste da Serra de Sintra fica praticamente alinhado com o Palácio da Pena situado no outro extremo da Serra , o extremo Este.

O Santuário da Peninha nem sempre foi assim como o conhecemos hoje, mas assim como o conhecemos foi mandado construir em 1918 ou 1919 pelo grande Capitalista Dr. António Augusto de Carvalho Monteiro que por virtude da sua riqueza era conhecido por Monteiro dos Milhões.

Homem muito culto, grande coleccionador e camonianista. Nasceu no Rio de Janeiro em 27 de Novembro de 1850 e faleceu no seu Palácio da Regaleira em Sintra em 24 de Outubro de 1920.

Do seu  terraço podemos observar quase toda a Serra de Sintra , a oeste o cabo da Roca e a Praia do Guincho, a Norte Ericeira , Mafra e com sorte as Berlengas , a Este o Palácio da Pena e o Castelo dos Mouros , a Sul a Costa da Caparica e Lisboa.

Termino dizendo que Silva Pereira no livro “Cintra, Colares e Arredores” conta-nos que o fundador da capela da Peninha gastou na construção do templo todo o dinheiro que possuía e acabou os seus dias numa gruta onde viveu trinta e cinco anos.

O terraço da Peninha é o 2º  dos – Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra  

Santuário da Peninha - Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra Santuário da Peninha -Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra  Santuário da Peninha - Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra

 

 

3 – As Grutas de Miramar 

As Grutas da Quinta de Miramar ficam na propriedade que até há pouco tempo era conhecida como Quinta de Vale Flor, mas com a morte do ultimo herdeiro desse titulo a velha Quinta de Sintra retomou ao seu antigo e legitimo nome, Miramar.

Já que o nome indica é fácil de adivinhar a fantástica vista que esta enorme propriedade possibilita de alguns dos seus pontos mais elevados. O Chalet do Chá ou a Casa do Chá que se avista bem do Alto das Cabras ou da Tapada do Mouco é um desses sítios privilegiados. Dizem que a Rainha D. Amélia era frequentadora do Local. Eu também Já fui.

As grutas ficam sensivelmente a meio da Propriedade. Tem uma distancia de cerca de 80 metros entre os 2 portões de entrada e saída que os fecham a 2 chaves . Apesar de pequena é de uma  beleza lindíssima , estalactites e estalagmites abundam nesta profundeza da Serra de Sintra. Algumas partes já foram danificadas pela presença humana. 

Antigamente quando esta grande Quinta abastecia a cidade de Lisboa com bovinos as visitas eram autorizadas. Actualmente estão fechadas ao público. Mas deixemos de palavras e seguimos para o Calcário.

As grutas de Miramar é o 3º dos  Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra

Grutas de Miramar - Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra  Grutas de Miramar - Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra  Grutas de Miramar - Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra

 

 

4 – A Quinta da Penha Verde 

A Quinta da Penha verde em Sintra é daqueles locais que todos os estudiosos , críticos de arte , arquitectos , historiadores querem conhecer. Fica situada do lado Oeste de um outro edifício fantástico, o  Palácio de Seteais ( esse fica para o tal artigo da beleza arquitectónica ) A norte fica a Quinta velha de Almisquer e a sul a Quinta da Fonte Velha.

Alguma vez repararam num arco na estrada nova da Rainha? A Quinta fica mesmo ai,  junto ao arco que atravessa o antigamente denominado Estreito de Gibraltar.

Quinta da Penha Verde foi  erguida pelo grande  D. João de Castro , aquele Vice Rei da Índia e  herói português que comandou uma expedição contra o pirata Barba-Ruiva, que saqueava as costas mediterrânicas. Mais tarde voltou à Ásia para reconquistar a fortaleza de Diu.

Tomada a cidade, D. João de Castro empreendeu a sua reconstrução. Para tal contou com o precioso auxílio dos moradores portugueses, chegando inclusivamente a empenhar as próprias barbas, a fim de obter o necessário crédito junto da Câmara de Goa.

D. João III honrou-o com o título de Vice-Rei das Índias, distinção suprema atribuída como reconhecimento dos seus gloriosos feitos de armas.

A Quinta da Penha Verde é o 4º do Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra  

Penha Verde - Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra  Penha Verde - Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra  Quinta da Penha Verde nos 8 locais mágicos da Serra de Sintra

 

 

5 – O Monte do Silêncio

Situado nas vertentes mais a Sul da Serra de Sintra , o Monte do Silêncio fica encostado à Barragem do Rio da Mula e ao acampamento base da Pedra Amarela. Lá de cima a perspectiva é absolutamente excepcional , vê-se facilmente toda a Costa da Caparica até ao Cabo Espichel , parte da Cidade de Lisboa e a costa de Cascais.

A Norte está o posto de controle da GNR da Pedra Amarela , a Este o Palácio da Pena e o Castelo dos Mouros e a Barragem..

Local usualmente frequentado pelos Escuteiros fazem lá grande parte das suas actividades . Um pouco mais a baixo está o acampamento base da Pedra Amarela com as suas actividades de arvorismo e escalada.

O Monte do Silêncio oferece umas boas horas de contemplação com a Natureza onde se pode meditar , pensar na vida e apreciar a magnifica paisagem envolvente.

O Monte do Silêncio é o 5º dos  – Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra  

Monte do Silêncio nos Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra  Monte do Silêncio nos 8 locais mágicos da Serra de Sintra

 

 

6 – O Forte do Espinhaço 

Foi no séc. XVII que foi construído este forte como defesa da entrada de piratas e corsários em Lisboa. Também lhe chamam  Forte da Roca ou Forte da Nossa Senhora da Roca por ser relativamente perto do Cabo da Roca.

A primeira referência que se conhece deste forte é uma planta, datada de 1692, do Arquivo da Casa do Cadaval. Pensa-se que este forte foi construído pelo Conde de Cantanhede, D. António Luís de Meneses, no final do reinado de D. João IV .

A ser verdade a construção deste forte fez parte de um conjunto de fortificações destinadas a proteger a costa marítima pela guerra da independência, após a revolução de 1640.

Segundo uma descrição no séc. XVIII, referia-se um forte pequeno, dependências anexas para alojamento, armazém e paiol. A guarnição, segundo documentos na Torre do Tombo, era composta por 5 soldados, 2 artilheiros e um cabo, com 4 peças de ferro e 1 de bronze.

Dentro do terreiro do forte está uma lápide evocativa de um pescador que desaparecera naquele local, provavelmente na sequência de uma queda, no dia 22 de Janeiro de 2006. Carlos Manuel Ramos Manaia nascera em 1967.

Actualmente quase nada resta deste Forte , está em perfeito estado de ruínas e o seu acesso é difícil. Resta sim a espectacular paisagem sobre as arribas e sobre o mar e dentro dele , a 10 metros de profundidade,  repousam 3 canhões disfarçados.

O Forte do Espinhaco é o 6º dos – Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra 

 

Forte do Espinhaço Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra Forte do Espinhaço Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra  Forte do Espinhaço Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra

 

7 – O Alto e os Calhaus do Monge

No terceiro ponto mais elevado na Serra de Sintra há o chamado Alto do Monge ou Tholos do Monge. Além dos 3 marcos geodésicos de 1ª e 3ª escala com cota a 491 metros temos o que resta de um antigo túmulo. 

O Tholos do Monge em Sintra foi uma sepultura colectiva há 4500 anos atrás, tendo depois sido reutilizado na Idade do Bronze . É constituído por pedras e dentro dela se recolheram despojos de quem nos precedeu nestas paragens há cerca de 50 séculos. 

Os Calhaus do Monge ficam a cerca de 200 metros do Tholos  e têm possivelmente as melhores vistas sobre toda a Serra de Sintra. O acesso não é fácil e por isso passa despercebido a quase todos os que passam nos arredores , e ainda bem que sim.

No cimo dos Calhaus o silêncio é total ,apenas interrompido pelo cantar de alguma águia ou falcão. De noite observa-se todas as estrelas com facilidade. De dia a panorâmica é esplendoroso. 

No cimo dos Calhaus está uma cruz enferrujada pela humidade de Sintra , um pouco mais em baixo estão outras pedras com o símbolo em coração de JHS . 

Os Calhaus do Monge é o 8º de – Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra

 

Alto do Monge Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra  Alto do Monge Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra  Alto do Monge Os 8 locais Mágicos da Serra de Sintra

 

 

8 – A Árvore da Fertilidade 

A Árvore da Fertilidade é a ultima destes 8 lugares mágicos da Serra de Sintra. Situada algures entre o Parque da Pena e a Tapada do Mouco está esta magnifica espécie arbórea que na brincadeira lhe chama-mos a Árvore da Fertilidade.

Não sabemos se as suas folhas ou cascas quando servidos em chá se providencia alguma fonte de energia extra. Sabemos apenas que a disposição desta com as suas raízes entrelaçadas, envolvem uma rocha com formato caricato que aos mais entusiastas, faz lembrar parte do sistema reprodutor masculino.

Árvore da Fertilidade nos 8 locais mágicos da Serra de Sintra

 

Em modo fértil damos por terminado estes 8 locais fantásticos da Serra de Sintra. Lembro que alguns locais não estão acessíveis ao publico e que a sua visita não é possível. Alguns dos locais podem visitá-los nas nossas Caminhadas .

Quem quiser saber mais histórias e curiosidades destes locais podem visitar o meu  site www.serradesintra.net

Obrigado e até uma próxima aventura.